Canções para solo em Inglês
Canções para Solos em Português
Cromoterapia

Cromoterapia

A cor é uma modalidade de energia vibratória que ao ser aplicada no corpo produz efeitos físicos, emocionais e psíquicos. Tais aspectos já eram conhecidos e largamente empregados na Grécia Antiga, no Antigo Egito, China e Índia. Desta maneira a aplicação das cores constitui-se como uma das práticas mais eficazes de processos alternativos de cura do organismo enfermo, que ao ser estimulado pode intensificar sua própria regeneração.

Benefícios da Cromoterapia

A cromoterapia é um tipo de tratamento Alternativo que apresenta os seguintes benefícios:

# Alívio dos sintomas de determinada doença através de uma cor específica.

# Melhora do bem estar físico e mental.

# Diminuição do cansaço físico.

# Diminuição dos transtornos do sono.

# Auxílio no tratamento de dores de cabeça.

# Estimulação do Sistema Nervoso Central

Dentre outros.

As cores e seus significados terapêuticos:

Vermelho: Estimula a força física, força de vontade e atividade. O uso terapêutico está ligado ao sistema nervoso e a corrente sanguínea. Funciona como forte ativador.

Laranja: Estimula a personalidade ativa, a liderança e o controle das emoções. É um forte regenerador de vários tecidos. É energizante, Indicado para pessoas desanimadas e preguiçosas.

Amarelo: Estimula a concentração, o otimismo e a criatividade. É um estimulante leve e também tem efeito revitalizador de energias da estrutura óssea.

Verde: Estimula o altruísmo e a solidariedade. Bastante utilizado em hospitais e clínicas pelo seu efeito analgésico, antisséptico, antinflamatório e bactericida.

Azul: Estimula a inspiração, a compreensão, a harmonização e confiança. Usado para reequilíbrio e regeneração.

Azul Índigo: Estimula a intuição, a clareza mental e autoconhecimento. Muito usado como coagulante e em tratamentos de alergias e resfriados.

Violeta: Instiga a espiritualidade e a dignidade. Atua como anti-infecioso e em doenças do sangue.

A Psicologia das Cores:

Maneiras de aplicação:

Existem várias maneiras de aplicação da cromoterapia das quais seu potencial pode ser direto ou indireto, sendo seus efeitos variáveis de acordo com a técnica e experiência de quem aplica.

A cromopunltura é um tratamento que utiliza pontos específicos de aplicação como na acupuntura e visa equilíbrio físico mental e espiritual ocorrendo através da energia luminosa.

A Água solarizada é o resultado da energização da água através da cor. O nosso corpo é constituído por 80% de água, esta vibra numa determinada frequência, como provado cientificamente. Ao beber esta água estamos colocando todas as nossas células para vibrar na frequência de determinada cor, cor essa que afeta o nosso corpo físico, mental e espiritual.

Para essa técnica utilizamos uma garrafa, ou recipiente de vidro transparente e, neste, colocamos água potável, use a cor que preferir conforme tabela de tratamento abaixo).

A exposição ao sol deverá ser de, 2 a 4 horas, para que a água possa ser carregada com a energia solar refletida pela cor. Deverá ser tomado dois copos de água carregada ao dia, sendo um pela manhã em jejum e o outro à noite antes de dormir. A duração desta técnica de tratamento estende-se até a melhora do sintoma. 

O uso de vestimentas e alimentação embora tenham um efeito menor também pode ser utilizado. Alimentos, vestimentas e até cores de ambientes podem ser indicados de acordo com a queixa e objetivo terapêutico.

A aplicação através de lâmpadas é uma das formas mais comuns de se trabalhar a cromoterapia onde é aplicado com auxílio de uma Lanterna faixos de luz na cor desejada sobre o corpo, podendo ser aplicada de forma geral, com o objetivo de equilibrar as frequências do corpo, ou aplicar determinadas cores em determinas áreas do corpo, de acordo com a queixa apresentada pelo paciente. O uso das diferentes cores, altera ou mantém as vibrações do corpo em uma frequência que resulta em saúde, bem-estar e harmonia.

Conheça a Fonoaudiologia

Se a criança demora a dizer as primeiras palavras, fala pouco ou troca as letras, os pais, preocupados, levam ao fonoaudiólogo. Embora boa parte das pessoas só lembre desse profissional nessa hora, seu papel vai além: começa no nascimento, quando verifica a audição do bebê, e segue na infância, ao corrigir de dificuldades para engolir a distúrbios de leitura e escrita. E mais: auxilia no aprendizado de quem tem dislexia e no desenvolvimento da linguagem entre os autistas. Tudo, enfim, que se relaciona à comunicação.

Atraso de Linguagem

A criança demora para dizer as primeiras palavras ou fala muito pouco. Pode não conseguir contar uma história ou os relatos não têm começo, meio e fim. Com 1 ano, o bebê deve ser capaz de formular palavras soltas, como ‘bola’. Com 2 anos, começa a fazer justaposição: ‘dá bola’. Aos 3 anos, é comum formular frases com pelo menos três palavras, como ‘me dá a bola’.


Distúrbio Articulatório

É a troca das letras ao falar. Até os 3 ou 4 anos, é normal a criança não conseguir pronunciar alguns fonemas. Mas depois dessa idade, se ela ainda comete erros, é melhor procurar um profissional.


Distúrbio de leitura e escrita

Troca de algumas letras ao escrever. Pode ser decorrente de uma troca nos fonemas. Por exemplo, ela lê ‘carro’, mas pronuncia ‘calo’. A dislexia se encontra nesse grupo, porém é um distúrbio de aprendizagem mais complexo e grave, que não envolve apenas fonemas específicos, mas também a forma de aprender.


Motricidade oral

São problemas na musculatura da face, da boca ou da língua, como dificuldade para engolir, mastigar ou respirar. A causa pode ser língua ou lábios flácidos, posicionamento errado da língua ou respiração incorreta (feita pela boca).


Voz

Assim como os adultos, as crianças podem ter problemas com a voz, como a rouquidão. Entre as causas estão problemas orgânicos, diagnosticados pelo médico. Mas, em geral, isso acontece quando seu filho grita muito e, assim, perde a voz. A fono trabalha na mudança do comportamento da criança, para que aprenda a modular melhor isso.


Deficiência auditiva

Três de cada mil crianças nascem com perda auditiva, que pode comprometer sua capacidade de comunicação. O tratamento até os 6 meses de vida aumenta as chances de a criança ter uma audição mais próxima da normalidade.


Gagueira

Até 5 anos, é normal a criança gaguejar um pouco ou demorar mais a falar, pois ainda está aprendendo. Nessa fase, não se deve chamar a atenção para a questão, porque isso causa ansiedade e aumenta a probabilidade de uma gagueira efetiva no futuro. Também não é indicado que os pais completem as frases. Isso só resulta em mais nervosismo.


Fonte: Revista Crescer

Nossos serviços:

• Aula de Canto Ministrada por professor preparado e com muita experiência, abordando técnicas de Relaxamento Corporal, Respiração, Impostação de voz, Aquecimento Vocal, Ressonância e Articulação. Material próprio.

• Atendimento Fonoaudiológico na área de Voz, abrangendo aprimoramento Vocal de voz falada ou cantada e distúrbios da voz; Dificuldade de Leitura e escrita; Dificuldades de aprendizagem, Dificuldades na fala ou Linguagem; Dificuldades para manter a atenção e memória; Atendimento a pacientes com sequelas de Doenças neurológicas.

• Preparação Vocal para Concursos, Editais e Vestibular de Música (THE – Teste de Habilidade Específica).

• Preparação Vocal em estúdio de Gravação tanto para Voz falada quanto Cantada.

• Coaching Vocal. Traçando Perfil Artístico, Repertório, Orientações sobre Exercícios Vocais e Treinos Vocais.

• Supervisão Fonoaudiológica na área de Voz.

• Mentoria para Professores de Canto que queiram aperfeiçoar a didática ou agregar conhecimento sobre Fisiologia ou algum aspecto de Técnica Vocal.

Alguma dúvida?
Fale conosco
Aqui você aceita os termos e políticas do WhatsApp para conversas.