Respiração


No canto a respiração tem um papel importantíssimo já que o som é ar sonorizado. Para  cantar devemos treinar bem a respiração para conseguir realizar todas as manobras necessárias mediante a tantas formas de frases, andamentos, alturas e agrupamentos de palavras possíveis encontradas em um música. Com o treino é possível dominar a Inspiração e principalmente a Expiração quando ocorre o a fonação. Esse treino tem que ser feito de forma sistemática e contínua. Não adianta treinar dez exercícios em um dia e passar um mês sem praticar. O domínio vem com o tempo através da repetição de exercícios específicos para treinar:  a inspiração para que seja quase invisível, a sonorização para que o ar seja bem aproveitado, aumento da quantidade de ar, armazenamento de ar por maior tempo e apoio diafragmático.Às vezes ao respirar elevamos o ombro no movimento de inspiração. Isso é bem comum no dia a dia mais esse hábito é ruim para o canto uma vez que tenciona a região do pescoço, laringe costas e ombros podendo ter como resultado uma voz estrangulada e perda rápida de ar, por falta de apoio diafragmático estando o som apoiado no pescoço. O correto é inspirar lentamente, silenciosamente como se estivesse cheirando uma flor procurando abrir as costelas e encher a região do abdômen. Dessa forma temos uma capacidade de ar armazenado maior e maior possibilidade de administrá-lo melhor.

 

TREINANDO A INSPIRAÇÃO/EXPIRAÇÃO:

1)- Inspirar como se estivesse cheirando uma flor. Após expirar lentamente. Lembrando de Inspirar pelo nariz e expirar pela boca.

2)- Como no exercício acima inspirar como se estivesse cheirando uma flor, fazer uma contagem mental até 5, depois expirar lentamente.

 

3)- Fazer o Exercício acima só que aumentando o tempo de inspiração gradativamente antes de expirar.

4)- Inspirar colocando uma mão no abdômen e a outra no peito procurando observar a movimentação. Observar se há elevação do tórax e ombros a fim de corrigir. Para isso é importante fazer o exercício frente a um espelho.

5)- Uma outra variação pode ser feita deitado onde você deve Inspirar colocando uma mão no peito um livro no Abdomen e observar sua movimentação. Observar se há predominância de movimentação do tórax e ombros a fim de corrigir.

6)- Inspirar profundamente e depois expirar em [S]:  Sssssssssssssssss  É preciso colocar energia no [S], não apenas deixar sair o ar é pensar em projeção também.  (Conforme o Vídeo Baixo Manobra Respiratória 1 e 2 da Fonoaudióloga Rita Fucci-Amato)

7)-Inspirar profundamente e em seguida expirar em [X]. Mesmo procedimento que o exercício anterior.

8)- Inspirar profundamente e em seguida expirar em [F].

9)-Inspirar Profundamente e em seguida expirar em [Z]. Observe que até aqui ocorria somente a saída de ar sem a vibração das pregas vocais. Com o z há vibração das pregas vocais. Repetir várias vezes procurando utilizar o ar de forma natural sem tencionara laringe nem deixar o som falhar.

10)-Inspirar Profundamente e em seguida expirar em [J]. Mesmo caso do Exercício anterior.

11)-Inspirar Profundamente e em seguida expirar em [V]. Mesmo caso do Exercício anterior.

12)- Soprar Língua de sogra, observando o fluxo de ar, sempre procurando um fluxo firme e  contínuo.

13)- Soprar Bolas de aniversário, procurando não encher as bochechas e tentando encher em um fôlego só. A princípio utilizar a bola de nº 8, com o treino e domínio ir mudando a numeração.

14)- Inspirar profundamente e após usando a voz falada contar os números 1,2,3,4,5,6,7, até acabar o ar. Esse exercício deve ser treinado sempre e a cada vez ir tentando acrescentar mais números.

 

15)- Inspirar profundamente e após usando a voz cantada dessa vez contar os números 1,2,3,4,5,6,7, até acabar o ar. Esse exercício deve ser treinado sempre e a cada vez ir tentando acrescentar mais números.

16)- Inspirar e depois falar o alfabeto quantas vezes conseguir. Com o treino ir acrescentando mais letras. Falar as letras bem ligadas. Repetir o Exercício acima usando a região da voz cantada.

TREINANDO APOIO DIAFRAGMÁTICO:

A musculatura abdominal além do diafragma é  muito importante na hora de apoiar, pois quando quisermos levar uma frase até o final, ou controlar melhor a saída de ar é na musculatura do abdômen que faremos pequenos movimentos a fim de dosar a saída de ar e/ou permitindo o diafragma  o seu retorno.

1)-  Fazendo vários [S] em stacato para sentir o movimento abdominal.

(Conforme o Vídeo Baixo Manobra Respiratória 3 da Fonoaudióloga Rita Fucci-Amato)

2)- [SI] [XI] [FU] [PÁ] Fazendo pequenas contrações no abdômen.